logotipo tiver futuro

 

 

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

 

 Sem Título 1

O cinema cabo-verdiano neste momento está a dar um passo necessário, e dentro de três a quatro anos vai ser muito melhor. A informação foi avançada à imprensa pelo presidente da Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde (ACACV) Mário Benvindo Cabral, antes do acto de encerramento e entrega de certificados do primeiro módulo em produção cinematográfica, que decorreu durante uma semana na Cidade da Praia, com o realizador e produtor brasileiro Clebio Ribeiro.

Conforme avançou Mário Cabral este ano conseguiram cumprir o plano de actividades, porque houve verbas disponíveis. O mesmo realçou que já está no ar o edital e pode-se dizer também que vai haver mais pessoas para fazer e verbas disponíveis para o início de um cinema de iniciantes e a partir disso já se pode falar em produção de cinema com qualidade.

Mário Cabral, salienta que a sua ambição é criar uma escola de cinema para ter pessoas “com capacidade” para fazer “produtos de qualidade e impulsionar o desenvolvimento” do sector no país.

O mesmo acrescenta ainda que a escola de cinema no país é uma das grandes “ambições da ACACV”, explicando que, caso não for convencional, que “seja livre” para ministrar módulos de produção em várias fases e pensar noutras categorias com “cursos que dão garantias e sustentabilidade”.

Num prazo de seis anos, “Cabo Verde terá técnicos especializados” que darão início a trabalhos do cinema a nível da ficção, fazendo assim uma “passagem transversal” para todas as categorias do cinema.

 

 

 

Redação

 

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub