logotipo tiver futuro

 

 

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

 

 Os acusados de assalto ao BCN na Boa Vista

Os quatro indivíduos supostamente envolvidos no assalto ao balcão do Banco Cabo-verdiano de Negócios (BCN), ocorrido no mês de Dezembro de 2017, na ilha da Boa Vista, começam a ser julgados esta segunda-feira, no processo denominado “A Missão”.

Para apoderarem-se dos bens, os supostos assaltantes, Fredson da Cruz (Fredson), Adilson Monteiro (Ady), “ambos com ficha suja” no Tribunal, Evener de Pina (Player) e Flávio Rocha (Flávio) premeditaram cada detalhe desse assalto.

Segundo consta, para a execução desse tipo de crime, cada detalhe era fundamental e exigia equipamentos e arma sofisticados.

Presumivelmente, Ady, Fredson e Player chegaram numa viatura branca (roubada nas vésperas do assalto), trajados com batina, encapuzados, com luvas, munidos de AKM e catana (machim) entraram no banco, ordenando a todos, incluindo funcionários e clientes que deitassem no chão e ameaçando-os de morte, caso alguém tentar reagir ou ligar para a polícia.

Foi roubado mais de mil contos em escudos e cerca de 350 mil euros, além de vários documentos, cartão de banco e outros objectos.

De acordo com o Ministério Público, o dinheiro da caixa parecia não ser suficiente para os assaltantes, daí que estes obrigaram um funcionário a abrir o cofre, mas “pelas suas infelicidades”, a pessoa responsável pela chave, do cofre, tinha-se ausentado para o almoço, poucos minutos antes do assalto.

Conforme lembra o Ministério Público talvez inconformado com a quantia arrecada, os meliantes puseram-se em fuga, mas antes tiveram a habilidade de atirar pelos ares, com o referido AKM, deixando a cidade de Sal Rei em pânico”.

 

 

 

Fonte: A Nação

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub