orçamento de estado

A Comissão Especializada de Finanças e Orçamento da Assembleia Nacional, em parceria com o grupo de Apoio Técnico da Unidade de Gestão do Projecto Pro Palop, iniciou esta segunda-feira, 7, uma oficina de trabalho para analisar a proposta do Orçamento Geral de Estado para 2017. Os trabalhos prosseguem até o dia 9, na Cidade da Praia.

As oficinas de trabalho visam analisar de uma forma detalhada com os especialistas da área do orçamento, a proposta do orçamento de Estado que já deu entrada na Assembleia Nacional.

O presidente da referida comissão, José Veiga, explicou que estas oficinas visam também capacitar os intervenientes do debate. “Estas oficinas de trabalho visam também capacitar tecnicamente todos os intervenientes no debate para que possam fazer um melhor debate político”, disse o parlamentar, observando que os trabalhos do parlamento são seguidos por “milhares de cidadãos” em todo o mundo, e que por isso cabe ao parlamento ter a responsabilidade de “requalificar” o debate parlamentar.

Explicou ainda que o orçamento será analisado em toda sua dimensão. “Vamos analisar também toda questão da dívida pública do défice e o financiamento de todo orçamento’’, acrescentou.

Especialistas do PNUD estão a analisar a referida proposta do orçamento, no âmbito dos seus próprios projectos de apoio ao desenvolvimento. O projecto Pro Palop tem ainda por objectivo capacitar ou criar capacidades internas no parlamento dos Palop e de Timor Leste para melhor fazer a fiscalização de implementação da execução do orçamento.

 

Texto: Simónica Sanches 

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub