Parlamento

A comissão especializada da assembleia nacional para os assuntos constitucionais, direitos humanos e reforma do Estado deu luz verde à proposta do Orçamento Geral de Estado que vai a discussão já na próxima semana. A situação da aviação civil esteve também na agenda dos deputados desta comissão

Em cima da mesa estiveram outros assuntos, com destaque para o sector da aviação civil com os deputados que integram esta comissão a auscultarem profissionais da aviação civil cabo-verdiana, avaliados para restituição do cargo, no momento em que se fala na reforma do Estado.

Questionado sobre os desafios da aviação civil, Octávio Oliveira garante que o país está bem posicionado no continente africano. Já sobre a TACV e a possibilidade de construção de mais aeroportos no país, aquele técnico indicou ser esta uma questão política, cabendo eventuais decisões ao governo

Octávio Oliveira – Administrador AAC

Cabo Verde foi retirado da categoria 1 da aviação civil internacional, devido ao incumprimento de alguns factores, como a fraqueza na legislação e independência financeira, mas o que é certo é que o país vem ganhando o seu espaço step by step neste nível. 

Entretanto, a presidente da comissão especializada para os assuntos constitucionais, direitos humanos e reforma do Estado, garante que os auditores, certamente, serão restituídos ao cargo na aviação civil cabo-verdiana, por preenchem os requisitos

Joana Rosa – Presidente CECRHRE

Com a entrada da Binter no mercado nacional, as contas da TACV poderão complicar-se ainda mais para a companhia de bandeira, admite Octávio Oliveira. Quanto à ASA, esta continuará com a mesma função de garantir a segurança nos aeroportos do país, observa aquele responsável da AAC.

 

Texto: Gabriel Vaz

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub