polemica do parlamento

O PAICV, na oposição, repudia o alegado incidente ocorrido esta semana no parlamento cabo-verdiano, onde o presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, presidiu à sessão plenária de Novembro, enquanto se encontrava a substituir, interinamente, o Chefe de Estado, ausente do País. João Baptista Pereira vai dizendo que Jorge Santos pôs em crise o princípio da separação dos poderes

O PAICV repudia e condena o que considera ser violação “flagrante, dolosa e desnecessária” da Constituição da Republica de Cabo Verde, por parte do presidente da Assembleia Nacional Jorge Santos. É que este terá presidido à sessão plenária de Novembro enquanto acumulava as funções de PR interino

O também deputado da Nação diz ainda que o presidente da Assembleia Nacional pôs em crise o princípio da separação dos poderes.

Em face dos argumentos usados pelo chefe da Casa Parlamentar, diante de tal situação, o dirigente do PAICV admite mesmo que Jorge Santos terá sido ao menos alertado da situação que incorria.

O partido apela, entretanto, à serenidade e contenção no exercício do poder político que deve, segundo observou Baptista Pereira, ser em nome dos superiores interesses da Nação e no estrito respeito pela Constituição e pelos princípios nele consagrado.

 

Texto: Irina Rodrigues 

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub