Porto Novo SA

As dívidas da autarquia com Águas do Porto Novo já levaram, por algumas vezes, ao corte no fornecimento de água às populações.

O Governo, a edilidade portonovense e Águas do Porto Novo (APN) estão em fase “muito avançada” de negociações para encontro de contas que levará à redução da dívida do município para com a empresa produtora de água dessalinizada.

A dívida do município do Porto Novo com a APN, decorrente do fornecimento de água para o abastecimento público, é de cerca de 144 mil contos. A redução desta dívida pode levar à diminuição do preço de água dessalinizada praticado neste concelho, considerado o mais elevado em Cabo Verde.

Neste sentido, o executivo camarário recebeu, este sábado, a autorização da Assembleia Municipal do Porto Novo para estabelecer um protocolo com o Governo e APN, visando a redução dessa dívida, através da alienação de bens patrimoniais do município.

Assim, a Câmara Municipal do Porto Novo vai alienar ao Governo a rede de média tensão que liga Chã de Manuel Lopes (na zona Sul do município), à Tarrafal, e as redes de baixa tensão de Ponte Sul/Chã e Mato, São Tomé e Tarrafal, no valor de 52 mil contos.

Com isso, a dívida do município com a empresa produtora de água dessalinizada reduzirá para 92 mil contos.

As dívidas da autarquia com Águas do Porto Novo já levaram, por algumas vezes, ao corte no fornecimento de água às populações.

A instalação da dessalinizadora no Porto Novo, em 2007, resultou de uma parceria público-privada, envolvendo o Governo de Cabo Verde, o município do Porto Novo e Águas da Ponta Preta (Sal).

A Águas do Porto Novo está, também, a discutir com a edilidade portonovense a possibilidade de assumir, além da produção, também a distribuição, até agora a cargo do Serviço Autónomo de Água, com a transferência da rede de distribuição para essa empresa.

 

Fonte: A Nação

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub