ONGS

O país, ao longo deste ano, tem trabalhado na segurança alimentar, através da Estratégia Nacional Alimentar. Um caminho já bem percorrido, assegura o coordenador. o encontro com as Ong´s visa juntar-se, para a criação de uma legislação neste ramo de direitos humanos para uma alimentação adequada e apresenta dados.

O estado tem por obrigação respeitar, proteger, promover e prover a alimentação da população. Esta mensagem é da representante do ministério da agricultura e Ambiente, acrescentado que os titulares de direitos, devem exigir este propósito.

Na nossa constituição ainda não consta o direito a uma alimentação digna e por isso pretende mudar o cenário. A taxa da pobreza segundo os últimos dados é de 35% e por isso há que trabalhar estes aspectos, o que certamente se reflecte, na vida nutritiva das famílias carenciadas cabo-verdianas.

 

Texto: Gabriel Vaz

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub