paulo rocha

O Ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, informou hoje que haverá uma investigação interna sobre a morte do detido Helder Delgado. Paulo Rocha garante que se as investigações concluírem que o agente da Polícia Nacional (PN) é culpado pela morte desse jovem, o mesmo será responsabilizado e arcará com as consequências.

De acordo com este governante está em curso “uma averiguação interna, cuja conclusão está prevista para daqui a cinco dias”. O objectivo desta investigação “é apurar as circunstâncias desta detenção e a morte do indivíduo em causa”.

No entanto, os familiares insistem em afirmar que o jovem morreu na esquadra e não no hospital, depois de ter sido “maltratado” pelo agente em causa.

Mas Paulo Rocha garante “que se as investigações concluírem que o agente da Polícia Nacional (PN) é culpado pela morte desse jovem, o mesmo será responsabilizado e arcará com as consequências”

Segundo o auto de trasladação de cadáver, são apontadas duas causas de morte: “Choque Hipoglicémico e Politraumatismos”. Uma versão que Paulo Rocha não confirma.

 “O que o verbete da autópsia diz é que a causa directa da morte é choque hipoglicémico, mas nós temos de aguardar pelo relatório da autópsia”, diz Paulo Rocha.

O ministro realçou que, as averiguações irão indicar se os procedimentos internos de detenção foram devidamente observados, já que o agente “não nega” ter agredido o malogrado dentro da sua residência, em defesa, porque estaria armado com uma faca.

Este caso aconteceu na passada segunda-feira quando um agente da Polícia Nacional (PN), ao entrar em casa, se deparou com um desconhecido.

 

Texto: Simónica Sanches

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub