carnaval

A direcção geral das artes e das indústrias criativas divulgou, hoje, a linha de financiamento ao Carnaval de 2017, em que vai contemplar 8 grupos carnavalescos, sendo 3 da ilha de São Nicolau e 5 de São Vicente.

Esta linha de financiamento, ao qual o ministério intitulou “carnaval Factory”, vem no sentido de que o governo quer incentivar os trabalhos nesta área e também criar mais empregos. Desta forma, todas as classes profissionais que estão dentro dessa área, serão abrangidos nesse financiamento.

“Neste sentido, o Ministério da cultura e das indústrias criativas, lança pela primeira vez a linha de financiamento do carnaval denominada “ carnaval factory”. É uma política activa, basicamente de criação de emprego, uma vez que pretende incentivar toda a indústria à volta do carnaval, visto que estará envolvido varias classes profissionais”, afirma o Presidente Nacional das Artes e das indústrias, Ivan Santos.

Depois do processo de inscrição e avaliação dos projeto, o ministério da cultura e das indústrias criativas acabou concluir o procedimento com um total e oito grupos sendo três da ilha de São Nicolau e cinco da ilha de São Vicente.

Desses oito grupos seleccionados, os três da ilha de são Nicolau: Copa cabana, Estrela Azul e Brilho da Zona irão receber um montante de oitocentos escudos, que será dividido em tranches. Na Primeira tranche receberão duzentos mil escudos e no segundo, seiscentos mil escudos.

Já para os grupos carnavalescos das ilhas de são vicente, todos receberão mil conto cada um, sendo apenas trezentos e cinquenta para o primeiro tranche e seiscentos e cinquenta para o segundo tranche.

 

Texto: Neidilídia Andrade

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub