Gambia

Com a Gâmbia em estado de emergência, milhares de pessoas continuam a fugir para o vizinho Senegal, face aos crescentes receios de uma guerra civil ou de uma intervenção militar externa.

O presidente cessante, Yahya Jammeh, que dirige o país à 22 anos, recusa ceder o lugar a Adama Barrow, que deveria assumir a chefia de Estado esta quinta-feira. Ontem, Jammeh decretou o estado de emergência, denunciando “um nível de ingerência extrangeira excecional e sem precedentes” no processo eleitoral e nos assuntos da Gâmbia.

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental avisou, em várias ocasiões, que poderá recorrer à força, caso o presidente cessante continuar a recusar a passagem de testemunho. Refugiado no Senegal a pedido da CEDEAO desde o início da semana, Barrow garantiu que estará na Gâmbia na quinta-feira para a sua investidura.

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub