3jn03jan2016

O Banco de Cabo Verde anunciou a aplicação de uma multa de cerca de 100 mil contos ao Banco Internacional de Cabo Verde por falhas na prevenção da lavagem de capitais.

De acordo com o BCV, a multa foi aplicada na sequência do processo de contra-ordenação instaurado ao Banco Internacional de Cabo Verde por infracções a deveres e procedimentos atinentes à prevenção da lavagem de capitais. O valor da multa é de 100 milhões de escudos, sendo que as falhas ocorreram fundamentalmente quando o BICV era detido pelo Banco Espírito Santo.

O BICV, actualmente um activo do Novo Banco, foi alvo de um processo contra-ordenacional por parte da entidade de supervisão bancária cabo-verdiana por eventual prática de infracções na condução da actividade financeira.

A 08 de março, o governador do BCV dissera que depois de chumbada a venda do Banco Internacional de Cabo Verde ao empresário português José Veiga, não recebeu mais nenhum pedido de autorização para alienação do banco. A venda foi chumbada pelo supervisor cabo-verdiano, depois de o Banco de Portugal também se ter oposto à operação.

 

Texto: Eduardo Afonso

Fonte: Expresso das Ilhas

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub