Dinheiro 740x355

O governo assumiu hoje, na Cidade da Praia, o compromisso de até final da legislatura, em 2021, aumentar o salário mínimo nacional de 11 para 15 mil escudos mensais.

Esse compromisso consta de um acordo de concertação estratégico de médio prazo, aprovado na generalidade esta segunda-feira pelos sindicatos, o patronato e o governo na reunião do Conselho de Concertação Social.

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, disse que através da proposta apresentada aos parceiros sociais, o governo pretende fazer o país crescer com as taxas "mais elevadas, gerar mais emprego, duplicar o rendimento médio dos cabo-verdianos e reduzir, de forma significativa", a pobreza em Cabo Verde.

Ulisses Correia e Silva Prometeu também fazer reforma a diversos níveis. Desde políticas de rendimento e preços, de segurança social, de formação profissional e de fiscalidade.

É de salientar que o crescimento económico do país, a criação de mais emprego, a luta contra pobreza, a melhoria das condições de vida dos trabalhadores cabo-verdianos, a reforma de Administração Pública são algumas das propostas constantes do acordo e que são importantes para o país.

 

Texto: Redacção

Fonte: A Nação 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub