logotipo tiver futuro

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

Sede PJ 12

Através da Secção Central de Investigação de Crimes Económicos e Financeiros – SCICCEF, a Polícia Judiciária deteve, na passada quinta-feira,18, deste mês, um indivíduo do sexo masculino, suspeito da prática do crime de burla informática.

Segundo uma nota, a partir de uma queixa apresentada à PJ por um cidadão de nacionalidade portuguesa, contra desconhecidos, por crime de burla informática, no valor de 911.000$ (novecentos e onze mil escudos), a PJ apurou, durante as diligências preliminares de recolha de provas, que no passado dia 11 de Janeiro, três suspeitos, dos quais, um rapaz, uma rapariga e uma menor de 14 anos, onde subtraíram do queixoso, que se encontrava numa das discotecas de Capital, o seu cartão vinti4 e respetivo PIN.

Porém, o suposto autor do crime efetuou nos dias 12 e 13 de Janeiro, várias operações de levantamento em caixas ATM e compras em boutiques e outros estabelecimentos comerciais, situados na Praia e em Assomada, no valor de 911.000400, deixando apenas 550$00 de saldo na conta do queixoso.

Neste sentido, a mesma nota diz que, no decorrer da revista, pessoal, um dos suspeitos foi encontrado na posse de uma arma, pistola, calibre 6,35mm, com carregador e municiado com 3 munições. No entanto, o suspeito foi detido em flagrante delito e apresentado ao juiz para o primeiro interrogatório e aplicação de medida de coacção.

De realçar que, enquanto aguardava a decisão do juiz, foi solicitado e emitido contra ele e a sua companheira, maior de idade, mandatos de detenção fora de flagrante delito, pela prática de crime de burla informática, qualificada. Contudo, aos detidos foram aplicados, como medidas de coacção, Termo de Identidade e Residência.

 

Fonte: DNGCI

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub