logotipo tiver futuro

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

 

 Joaquina Almeida

Fundado em 1948 a UNTC- CS, União Nacional dos trabalhadores de Cabo Verde central sindical comemora hoje o seu 40º aniversário com uma conferência Internacional que contou com a presença de personalidades do mundo sindical Nacional bem como congéneres de Portugal Angola e do Senegal.

No ato o Governo que também esteve presente anunciou algumas medidas na área do trabalho como por exemplo, a alteração da lei do seguro obrigatório para os acidentes de trabalho.

União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde, central sindical nasceu segundo o seu presidente num ambiente difícil do ponto de vista social, económico e laboral. Uma conjuntura exigente e que requeria inteligência e determinação para atingir tais objectivos. Com a chegada da segunda república outros desafios chegaram a este grupo sindical juntamente com as novas conjunturas do mundo laboral global.

Joaquina Almeida disse que essa transição também chegou as hostis da UNTC-CS, que viu obrigada a acompanhar a evolução dos tempos de acordo com as novas abordagens no universo sindical. Mais do que uma instituição puramente sindical a central ajudou o país a desenvolver-se no quadro do diálogo social tripartido e de toda a gama de contribuições que tem dado sob diversos aspectos da vida pública.

Segundo a Presidente é de realçar que diariamente são confrontados com solicitações de diversas ordens, no sentido de dar parecer, informações e opiniões.

Joaquina Almeida assegura ainda que os serviços prestados por este grupo sindical são gratuitos, apesar de ter que pagar as acessórias externas para emitir opiniões. Por isso pede intervenção dos poderes públicos neste sentido.

Ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, por sua vez assegurou que o Governo tem estado a favor dos sindicatos no que tange a matérias da defesa e direito dos trabalhadores. Neste sentido este governante sublinhou que o Governo já aprovou o acordo de concertação estratégica tendo em conta as necessidades do país.

Segundo o Ministro, já aprovaram o acordo da concertação estratégica. O acordo celebrado por todos os parceiros sociais tem como pressuposto o facto de o país precisar de um acordo social que promova o crescimento económico, as empresas, estimula a empregabilidade e garanta o aumento da produtividade e da competitividade.

Segundo diz o Ministro deve-se convergir para criar condições para que Cabo Verde atinge os objectivos do desenvolvimento sustentável.

O mesmo aproveitou ainda para comunicar que já têm pronto a iniciativa legislativa para alteração da lei do seguro obrigatório de acidentes de trabalho e doenças profissionais, pois neste momento aguarda-se os pareceres das centrais sindicais e em paralelo trabalhar as propostas para a sua regulamentação.

A celebração do 40º aniversário da União Nacional dos trabalhadores de Cabo Verde central sindical teve como ponto alto a homenagem ao primeiro líder Sindical pós-independência Osvaldo Custódio.

 

 

 

Redação

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub