bancada de s.lorenço OR

O líder da Bancada Municipal do PAICV em São Lourenço dos Órgãos, José Correia, pronunciou, hoje, durante uma conferência, que a decisão da Câmara Municipal São Lourenço dos Órgãos em proceder ao despedimento colectivo de 127 funcionários está a provocar indignação e mal-estar no seio da população local.   

De acordo com este líder, não se esperava que o MPD, que elegeu o emprego como prioridade na sua governação, viesse tomar uma medida tão má e que remete os trabalhadores à as suas famílias para a exclusão social.

Ainda na mesma linha, José Correia avança, " que como forma de se desresponsabilizarem, passaram a bola para a Assembleia Municipal, solicitando uma sessão extraordinária para a aprovação de um novo quadro de pessoal, sem respeito às formalidades regimentais".

O mesmo, alerta que esta situação é séria e mexe com a sobrevivência das famílias, com educação e o futuro dos seus filhos.

Diz ainda que a decisão de despedir 127 funcionários "é desumano e contraria os fundamentos da acção política, uma vez que as pessoas devem ser tidas como fim último de toda a acção e nunca usadas como vias para se conseguir objectivos obscuros que satisfaçam interesse partidários de alguns".

Perante esta situação que está a causar indignação, José Correia questiona: Essas novas entradas não constituem despesas adicionais? Não constituem sufocos financeiros?

A bancada do PAICV não compactua com essas práticas que se fundamentam num modelo de gestão economista empresarial, visto que rompem com os princípios da política enquanto arte de governar, acrescenta aquele líder.

 

Texto: Simónica Sanches

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub