enterro mandinga

Os mandingas de vários agrupamentos de São Vicente comandaram o enterro do Carnaval neste domingo, carregando um caixão azul transparente, simbolicamente representando os restos mortais do Entrudo e que arrastou milhares de pessoas.

Uma espécie de alegre cerimónia fúnebre marcou, no domingo, dia 05, o encerramento das festividades do Carnaval 2017, em São Vicente, numa iniciativa protagonizada por mandingas de vários agrupamentos da ilha, e que arrastou milhares de pessoas às ruas. Conforme escreve a Inforpress, os grupos Fonte Filipe, Areia Branca e Espia, chefiados pelo Mandinga Chefe de Ribeira Bote, comandaram o enterro do Carnaval, carregando um caixão azul transparente, simbolicamente representando os restos mortais do Entrudo.

Várias gerações de pessoas e de nacionalidades diferentes, desde crianças, adultos, turistas e a juventude mindelense, na sua maioria, marcaram presença nesta manifestação.

Uma verdadeira festa que contou também com um trio eléctrico e uma banda musical ao vivo, relembrando as melodias que embalaram os desfiles oficiais deste ano, bem como os temas clássicos do Carnaval de São Vicente, avança a mesma fonte.

Terminaram, assim,  as actividades do Carnaval em São Vicente  que este ano ficaram marcadas por mais de 50 desfiles de grupos  de animação, cinco desfiles oficiais, 30 desfiles de mandinga e dezenas de bailes populares.

 

Texto: Eduardo Afonso

Fonte: Inforpress

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub