logo natal

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiver

greve de fome

Cerca de 100 deixaram de se alimentar em solidariedade com Bilal Kayed, é de lembrar que o mesmo que deveria sido liberto após terminar uma pena de 14 anos e meio foi novamente detedi pela forças de ocupação israelitas. Mais de 400  estão em greve de fome para protestar contra as condições na prisão e os abusos que sofrem", explicou. Bilal Kayed foi o detido que iniciou a vaga de greves de fome. que já se prolonga por 52 dias. "A sua situação é muito perigosa.

Está no Hospital de Barzalei, em Ashkelon (sul de Israel) e, segundo os médicos israelitas, pode morrer a qualquer momento. O Notícias ao Minuto dá conta que os Presos da Frente Popular de Libertação da Palestina foram entrando em greve de fome em apoio a Kayed e, semanas mais tarde, dezenas de presos foram começando também uma greve de fome contra o que consideram o agravamento das suas condições na prisão. Segundo a organização palestiniana de ajuda aos prisioneiros Adamir, Israel tem detidos 7.000 palestinianos, dos quais mais de 700 estão sob detenção administrativa, ou seja, sem julgamento ou acusação.

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub