60milprofessores protestamm na holanda

Mais de 60.000 professores primários fizeram esta quinta-feira a segunda greve geral do setor na Holanda desde a década de 80. O protesto obrigou muitas famílias a encontrar alternativas de última hora para as várias centenas de milhar de crianças que ficaram sem aulas.

Os docentes reclamam a baixa progressão salarial numa das melhores economias da zona euro e exigem um investimento de 1,4 mil milhões de euros no setor, com um maior equilíbrio em relação aos homólogos do ensino secundário cujo salário será cerca de mil euros mensais mais alto.

Além da melhoria salarial, os professores esperam também que o Governo invista na melhoria das condições de trabalho, nomeadamente na contratação de mais professores e de auxiliares educativos para que possa ser dada a atenção devida em salas onde muitas vezes, dizem, há mais de 30 crianças.

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub