curdoscongelam

Acalmar a tensão e evitar a violência crescente é o objetivo da decisão tomada pelo governo do Curdistão iraquiano.

Num comunicado difundido esta noite, o governo afirma que tanto o Curdistão como o Iraque enfrentam circunstâncias muito perigosas e para evitar confrontos propõe o cessar-fogo imediato e o fim de todas as operações militares, o congelamento dos resultados do referendo e o início de um diálogo aberto entre os dois governos com base na constituição.

A tensão cresce diariamente desde o referendo realizado no dia 25 de setembro, no qual, segundo a comissão eleitoral, 90% dos três milhões de eleitores disseram sim à independência.

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub