puidgemondsoregressacomgaratias

O presidente destituído da Catalunha deverá rejeitar viajar a Madrid, esta semana, para responder às acusações de sedição e rebelião após a declaração unilateral de independência do território.

Refugiado em Bruxelas, Carles Puigdemont, afirmou ontem que reconhece a convocação de eleições precipitada pelo governo central, mas que vai continuar a lutar pela soberania catalã, desde a capital europeia, rejeitando para já pedir asilo político às autoridades belgas.

O advogado belga do ex-presidente da “Generalitat” afirma, no entanto, que Puigdemont não tem previsto regressar a Madrid.

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub