logotipo tiver futuro

 

 

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

 

 Antigo ministro das Finanças de Moçambique ouvido hoje em tribunal

O antigo ministro das Finanças moçambicano Manuel Chang volta hoje ao tribunal de Joanesburgo para ser ouvido sobre dois pedidos de extradição, norte-americano e de Moçambique, face ao seu alegado envolvimento no caso das 'dívidas ocultas' do país.

Com base num mandado de captura internacional emitido no dia 27 Dezembro, Manuel Chang foi detido na África do Sul dois dias depois, com a Justiça norte-americana a pedir a sua extradição para julgamento nos Estados Unidos por conspiração para fraude electrónica, conspiração para fraude com valores mobiliários e lavagem de dinheiro, alegando ainda que também violou a legislação económica e financeira. Manuel Chang será ouvido, novamente, no tribunal de Kempton Park, em Joanesburgo, depois de conhecido um segundo pedido de extradição, neste caso de Moçambique.

"Houve um desenvolvimento na semana passada, em que as autoridades moçambicanas pediram também a transferência de Manuel Chang para a República de Moçambique e por isso será interessante ver como é que as autoridades sul-africanas vão reagir, uma vez que receberam dois pedidos de dois Estados para a extradição de Chang", disse na quinta-feira à Lusa o principal advogado da defesa sul-africana do antigo ministro das Finanças moçambicano.

No dia 09 de Janeiro, a juíza sul-africana Sagra Subrayen considerou, entretanto, como legal a detenção de Manuel Chang na África do Sul e autorizou a transferência, no dia de seguinte, do ex-governante moçambicano para uma cela individual, antes de adiar para hoje a realização da quinta audiência do caso (as anteriores aconteceram nos dias 31 de Dezembro, 08, 09 e 10 de Janeiro).

 

 

 

Texto: Grace Cabral

Fonte: ANGOP

 

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub