logotipo tiver futuro

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

Rui Semedo PAICV Parlamento

Deputados do PAICV, eleitos por Santiago Sul, visitaram o terminal de hiaces no largo de Sucupira, para se inteirar melhor da situação que tem fustigando os condutores bem como os ajudantes. Uma medida que, na óptica dos depurados do PAICV, deveria ser ponderada, afim de não ir contra às pessoas (hiacistas). Sugerem neste sentido que, esta primeira fase deveria ser pensada como uma experiência, sem cobrar quaisquer taxas.

Já vai uma semana que entrou em funcionamento, no Largo do Sucupira, o parque de estacionamento para hiaces que fazem frete Praia-interior. Uma medida que não agrada os condutores nem os ajudantes. E hoje os deputados do PAICV, eleitos por Santigo Sul, efectuaram uma visita ao local e conforme Rui Semedo deputado dos Tambarina, constataram o seguinte.

“ Hiaces têm dado um contributo muito importante no que tange a ligação das populações entre as ilhas, se não fossem os hiaces não tínhamos agora uma oraginização de transporte eficiente, que permite populações de toda ilha de Santiago deslocar para a cidade ou para outros conselhos do arquipélago. É indiscutível que hiaces estão a desempenhar uma função social de muita importância”

Posto isto, Rui Semedo adianta que estamos no domínio da organização do espaço Urbano o que conforme disse, o seu partido não é contra, mas acredita que esta não deve ser feita contra as pessoas. Por isso, realça que a autarquia praiense deveria se ponderar nalgumas medidas

“ A Câmara devia ponderar nesses leques de custos, já que os hiacistas já têm muita coisa a pagar, até porque senha da forma como está organizada dever ser comprada duas vezes no caso de não conseguir fazer frete com aquela que adquiriu no primeiro dia. Disseram não também que para conseguir uma fila e conseguir frete, por vezes é preciso dormir no carro, isso sem segurança, e sem quaisquer condição de higiene, ou seja têm que passar 24 horas para poder conseguir dar uma volta”, explica Semedo.

Face a essas dificuldades e transtornos que esta medida tem causado aos hiacistas e demais utentes, o PAICV deixa uma sugestão ao presidente da câmara da Praia.

“Deixamos uma sugestão de que, quando se pensa em implementar uma medida, esta deve ser a princípio como uma fase experimental, em que as pessoas estarão isentas de qualquer pagamento, até deixar tudo organizado, e de seguida dar um aviso prévio e a partir dali já podem ser exigidos as responsabilidades e começar a multar quem infringir a lei” Conclui Semedo

O Parque de estacionamentos de hiaces foi implementado há uma semana pela autarquia praiense, no âmbito da organização e urbanização da cidade. Porém até este momento só tem provado desordem e descontentamento.

 

 

 

Redação

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub