logotipo tiver futuro

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

 

 estrada fogo

O presidente da Câmara Santa Catarina, Alberto Nunes, propõe a realização de um encontro com carácter de urgência para avaliar o traçado da estrada Cova Tina/Portela/Bangaeira, como forma de evitar o “consumo exagerado” de áreas agrícolas.

Em Chã das Caldeiras, várias pessoas têm mostrado “descontentamento” com o trajecto da estrada, porque “afecta várias parcelas de terrenos agrícolas” que restaram das últimas erupções vulcânicas e, inclusive, a “destruição de várias plantas fruteiras” como videira, macieira e outras culturas, que garantem a sobrevivência da população.

Na sequência das várias opiniões manifestadas pelos moradores de Chã das Caldeiras relativamente ao traçado da estrada, Alberto Nunes, que na semana passada visitou a obra acompanhado de técnicos da empresa construtora, esclareceu a população quanto a preservação da área agrícola, indicando que um encontro envolvendo a própria comunidade será realizado, nos próximos dias, com esta finalidade, “evitando que seja deturpado aquilo que na verdade acontece”.

O autarca advoga que tendo em conta que nas erupções vulcânicas se perdeu uma “parte significativa” de propriedade agrícola, e como forma de evitar a perda de mais área cultivável, o mesmo defende a construção do troço, mas “sem prejudicar terrenos agrícolas”, para beneficiar a circulação das pessoas e escoamento dos seus produtos de forma “mais rápida”, tranquilizando a população de que se vai encontrar uma solução nos próximos dias, envolvendo a comunidade de Chã das Caldeiras.

Segundo o mesmo, as obras vão continuar nos espaços que não afectam o terreno agrícola até a realização do encontro para ver a melhor solução, embora avance que qualquer solução extra a ser encontrada vai mexer com a qualidade de estrada.

Além do troço Cova Tina/Portela/Bangaeira, também foi adjudicado o troço carroçável entre Piorno e Campanas de Cima (saída via norte), que representa um investimento do Governo na ordem dos 300 mil contos.

 

 

 

Fonte: Inforpress

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub