logotipo tiver futuro

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

 crianças desaparecidas

Os familiares das crianças que se encontram desaparecidas no país solicitaram hoje, às autoridades, que lhes sejam dadas respostas concretas, pedindo também mais celeridade nas diligências em torno desta problemática em Cabo Verde.

O apelo foi formulado em declarações à Inforpress, a propósito do Dia Internacional das Crianças Desaparecidas que se assinala nesta sexta-feira (25 de Maio), efeméride que tem por objectivo “recordar” as crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade, em risco de exploração sexual, por terem sido raptadas e retiradas do seu ambiente familiar.

Um dos interlocutores da Inforpress, Vladmir Gonçalves, um militar no activo e pai da Edvânea Gonçalves, a criança do bairro Eugénio Lima desaparecida em Novembro de 2017, reconhece que tem havido “muita pressão” por parte da sociedade civil a propósito dos casos de desaparecimento registados ultimamente no país, e associa também, segundo disse, a sua ansiedade no sentido de se obter respostas para os casos pendentes.

No entanto, Vladmir Gonçalves afirma acreditar plenamente no trabalho que as autoridades vêm fazendo para conseguir respostas desejadas por todos.

Já os familiares dos dois primos, Clarisse Mendes (Nina) de 09 anos e Sandro Mendes (Filú) de 11 anos, ambos residentes no bairro de Castelão, e que se encontram desparecidos desde Fevereiro deste ano de 2018, “desabafaram” que têm tido alguma dificuldade em conseguir saber junto das autoridades sobre o andamento das investigações.

Contudo, dizem “regozijar-se” com a atitude da imprensa que tem vindo a divulgar e a abordar com regularidade a questão das crianças desaparecidas na Cidade da Praia, “ainda que da parte das autoridades a resposta continua sendo a mesma: estamos a investigar”.

“As crianças estão desparecidas há três meses e até hoje não sabemos de nada, apenas … estamos a investigar e a seguir pistas…”, disse Arlinda Mendes Cabral (Isa).

Entretanto, em declarações também à Inforpress a propósito da efeméride que hoje se assinala, Carmem Delgado, secretária executiva da Associação Crianças Desfavorecidas (ACRIDES), considera que o 25 de Maio (Dia Internacional das Crianças Desaparecidas) “é um dia de luta e uma oportunidade para se discutir a questão e ampliar a visibilidade dos casos sem respostas”.

 

 

 

Fonte: Inforpress

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub