logotipo tiver futuro

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

ICIEG

O Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG) anuncia novas medidas de proteção às vítimas de Violência baseada no género com o intuito de garantir a segurança das vítimas favorecendo o combate ao feminicídio.

Rosana Almeida anunciou hoje numa conferência de imprensa que o sistema de avaliação de risco garante uma assistência e proteção personalizada por parte da polícia nacional às vítimas de risco como forma de garantir a segurança das vítimas, favorecendo o combate ao feminicídio.

De acordo com a presidente do ICIEG, uma das preocupações é o silêncio das vítimas que muitas vezes levam ao fim trágico o feminicídio, sendo que a denúncia é uma ferramenta poderosa no combate ao VBG.

Segundo a Presidente do ICIEG, os dados da polícia nacional apontam para uma diminuição considerável das denuncias dos casos VBG nos últimos dois anos, no entanto tem verificado um aumento de casos de feminicídio.

A presidente avançou ainda que, não alcançaram todos os objetivos pretendidos mas que estão numa luta incansável, buscando novas medidas, entre elas os centros de apoios, casas de passagem e abrigo às vítimas.

Neste ano registaram-se quatro casos de feminicídio e segundo Almeida quando as vítimas accionarem a polícia será activada uma série de medidas que pode impedir danos maiores para que não haja mais mortes. Para isso é preciso apostar em mais formações e eventos de sensibilização junto dos parceiros.

O ICIEG actualizou neste ano três manuais: o manual de procedimentos dos centros de apoio às vítimas de VBG, Material de apoio para divulgação com base comunitária da lei contra VBG e lei Especial contra a VBG.

Rosana Almeida avançou que será inaugurada dentro de semanas uma casa de passagem em Tarrafal e que já se encontra em funcionamento uma casa de abrigo no Fogo que considera uma ilha bastante crítica.

 

Redação

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub