logotipo tiver futuro

 

 

banner Tiverbanner Tiverbanner Tiverlivetvtiver

cabo verde airlines

Em comunicado a companhia aérea Cabo Verde Airlines diz que está disponível para “avaliar as condições para a viabilização de voos para S. Vicente e Praia”. Mas o foco estará sempre “no modelo de negócios assente no Hub Aéreo”.

Segundo a empresa a não inclusão de Praia e São Vicente nos planos de voo da Cabo Verde Airlines tem a ver com “a opção tomada de apostar num modelo de negócio assente numa operação Hub & Spoke, com base na ilha do Sal” uma vez que, como explica, o modelo em que a empresa operou até agora “está esgotado”. “O modelo assente na operação ponto a ponto esgotou-se, tendo demonstrado durante longos anos que não tem sustentabilidade e muito menos potencial para contribuir da melhor forma para o aproveitamento da localização estratégica de Cabo Verde”.

A exploração do Hub do Sal, acrescenta o Conselho de Administração da Cabo Verde Airlines, é “uma opção tomada, por forma a potenciar as oportunidades de negócio que a localização estratégica de Cabo Verde, entre Europa, América do Norte, Brasil e Costa Ocidental Africana, poderá oferecer, buscando um parceiro estratégico, com experiência comprovada na gestão deste modelo de negócio”.

“O Hub Aéreo surge como o modelo mais adequado para o crescimento e a sustentabilidade futura da empresa”, garante a Cabo Verde Airlines.

Garantindo que tem “plena consciência dos voos realizados actualmente pelas companhias concorrentes para Praia e Mindelo e que usam o Hub dos seus respectivos países para oferecerem mais conexões com Cabo Verde” a empresa não exclui “a hipótese de vir a estudar, em sintonia com o parceiro estratégico, a viabilidade de uma operação para servir as duas maiores cidades do país numa base de complementaridade ao hub e sem por em causa a essência e os objectivos estratégicos subjacentes ao seu novo modelo de negócios”.

 

Fonte: Expresso das Ilhas

 

Pub

  1. NOTÍCIAS »
  2. Destaques
  3. Recentes

Pub