3 MILHÕES DE EUROS PARA REFORÇO DO PROGRAMA NACIONAL DAS CANTINAS ESCOLARES

Os Governo de Cabo Verde e do Grão-Ducado do Luxemburgo assinaram um Memorando de Entendimento no domínio da Segurança Alimentar para o reforço do Programa Nacional das Cantinas Escolares.

Este Memorando de Entendimento formaliza a intenção do Governo do Grão-Ducado do Luxemburgo de conceder ao Governo de Cabo Verde um apoio no valor de 3 milhões de Euros por um período de dois anos, (2022-2024).

A Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Miryan Vieira, que representou o Governo de Cabo Verde, nesse ato, ao fazer o uso da Palavra precisou que o valor de 3 milhões de Euros que o Luxemburgo vai disponibilizar ao país, irá “seguramente” atenuar os impactos das sucessivas crises com as quais Cabo Verde tem enfrentado ultimamente.

“Hoje, voltamos a contar com o apoio do Luxemburgo para a outorga de uma assistência primordial para a construção de resiliências face aos choques externos derivados da crise alimentar, da subida do preço dos produtos alimentares da primeira necessidade”, referiu a governante, destacando ainda a excelência das relações de amizade e cooperação existentes entre os dois países.

“Neste atual contexto marcada por crises sem precedentes com impactos socioeconómicos enormes, no qual o Governo declarou “situação de emergência social e económica”, regozijamo-nos com a parceria feita com o Luxemburgo, um parceiro da primeira hora e que muito tem contribuído para o desenvolvimento deste arquipélago. Luxemburgo é de facto mais do que um parceiro estratégico, é um país amigo com o qual soubemos construir uma parceria genuína e sustentável”, notou a Secretária de Estado.

Por sua vez, o Diretor da Cooperação e da Ação Humanitária do Luxemburgo, Senhor Christophe Schiltz, também colocou ênfase nas boas relações bilaterais entre os dois países, sustentando que face à Declaração de Situação de Emergência Económica e Social feita pelo Governo de Cabo Verde em junho de 2022, o impacto da escalada internacional dos preços de matérias primas e a forma como tem afetado desproporcionalmente os bens alimentares, o papel central que o Programa Nacional de Cantinas Escolares tem na promoção e garantia de uma refeição saudável e equilibrada dos alunos cabo-verdianos, o seu governo logo decidiu apoiar Cabo Verde a atenuar essas crises.

De sublinhar que a excelência das relações de cooperação entre Cabo Verde e o Luxemburgo, vem desde os meados da década de 1980. Desde então os dois países têm-se cooperado em várias áreas, nomeadamente água e saneamento, saúde, transição energética, ação climática, emprego e empregabilidade e o desenvolvimento local. 

Fonte: ME // Redação Tiver

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *