ÁFRICA DO SUL: SETE MOÇAMBICANOS DETIDOS POR VIOLAÇÃO DE MODELOS

Sete cidadãos moçambicanos estão detidos na África do Sul e são acusados de envolvimento num caso de violação sexual de oito modelos. Apesar do silêncio das autoridades governamentais moçambicanas, a informação foi confirmada pela polícia do país vizinho.

Conforme avança a Rfi,tudo aconteceu quando, na tarde do dia 29 de julho, as oito modelos foram imobilizadas,roubadas e violadas sexualmente por um grupo de homens, entre eles, sete moçambicanos, segundo Fred Kekana, comissário da polícia da África do Sul.

“Conseguimos prender mais 17 pessoas. No leque dos detidos, quatro são oriundas do Lesotho, quatro são zimbabweanos, sete são moçambicanos, um é camaronês e outro é malauiano. São garimpeiros ilegais sem nenhuma documentação”, explicou Fred Kekana.

Estes fazem parte de um grupo de 84 suspeitos de protagonizarem o crime de violação sexual e foram já presentes ao tribunal de Krugersdorp.

Contudo, o Congresso Nacional Africano, ANC, através do seu porta-voz na província de Gauteng, Lesego Makhubela, condena este crime, mas considera que as relações de irmandade e de boa vizinhança não podem ser postas em causa.

“De facto, podem ter sido os estrangeiros particularmente do país irmão, Moçambique que terão cometido este crime hediondo, mas isto não significa que devemos agir de forma violenta contra os nossos irmãos moçambicanos”, referiu Lesego Makhubela.

Para já o caso, cujo desfecho judicial ainda não é conhecido, está a chocar a sociedade moçambicana e também a sul-africana. 

Fonte: Rfi / Redação Tiver

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.