ASSINATURA DO PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO

A Cruz Vermelha de Cabo Verde, representada pelo seu Presidente, Tenente-Coronel Arlindo Soares de Carvalho e a Presidente da  CNRE, Dra. Eneida Sequeira Vaz,  assinam hoje, na sede desta instituição humanitária, na rua Andrade Corvo, no platô, um Protocolo de Cooperação com a intenção de garantir uma boa implementação do supracitado processo.

Com início do processo de regularização extraordinária de imigrantes a 15 do passado mês de janeiro, a Cruz Vermelha de Cabo Verde, representada pelo seu Presidente, Tenente-Coronel Arlindo Soares de Carvalho e a Presidente da Comissão Nacional de Regularização Extraordinária – CNRE, Dra. Eneida Sequeira Vaz, assinam hoje, na sede desta instituição humanitária, um Protocolo de Cooperação com a intenção de garantir uma boa implementação do supracitado processo e um melhor aproveitamento dos recursos existentes nas duas instituições de forma a propiciar soluções eficientes e inovadoras para os desafios comuns de ambas.

Conforme o protocolo as partes assumem garantir o apoio logístico como a cedência de espaço físico, meios materiais e humanos para a submissão, via digital, de pedidos de regularização extraordinária de estrangeiros, em todos os concelhos do país, assegurar a sensibilização e divulgação do plano de comunicação do processo junto das comunidades imigradas.

Ainda de acordo com a parceria a ser rubricada a Direção Geral de Administração Interna representada pela CNRE enquanto entidade responsável por este processo compromete-se em ministrar ações de formação aos atendedores dos pontos de apoio, acompanhar, avaliar e realizar encontros com a CVCV para analise do estado de implementação das atividades, como também criar condições de incentivos ao pessoal de atendimento e apoio.

Todo este processo é coordenado pela Direção Geral da Administração Interna, com o suporte em termos de planeamento, organização, execução e acompanhamento pela Alta Autoridade para a Imigração, Direção de Estrangeiros e Fronteiras e Direção Geral dos Assuntos Consulares e Migrações, auxiliado pelas Representações Diplomáticas e Cruz Vermelha de Cabo Verde.

Fonte:Cruz Vermelha

Jandira Ramos / Estagiária

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.