CHELSEA COM VIABILIDADE FINANCEIRA EM RISCO

As sanções do Governo britânico ao dono do clube, Roman Abramovich, após a invasão russa da Ucrânia, colocam em causa a viabilidade financeira do clube londrino.

De mãos atadas, o Chelsea tenta encontrar alternativas para continuar a competir. O dono do clube, Roman Abramovich, foi um dos visados pelas sanções económicas impostas pelo Governo britânico devido à estreita ligação com o Presidente russo, Vladimir Putin.

São várias as restrições: o Chelsea está impedido de vender bilhetes para os jogos em casa, não pode negociar jogadores e até o processo de venda do clube foi suspenso.

Além disso, os “blues” só podem gastar até 24 mil euros nas deslocações da equipa para os encontros fora de casa, o que torna mais complicadas as viagens de avião.

Para o jogo desta quarta-feira da Liga dos Campeões, em França, com o Lille, não houve qualquer restrição, visto que as despesas foram pagas antes de serem anunciadas as sanções. Contudo, a partir de agora, os gastos terão de ser reequacionados.

O Chelsea venceu por 2-0 a primeira mão e, se for apurado, está obrigado a encontrar meios de transporte alternativos para cumprir o limite de 24 mil euros nas deslocações.

Um problema que se coloca já neste fim de semana, com a viagem até ao terreno do Middlesbrough, que fica a 400 quilómetros de Londres.

Fonte: SIC Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.