PRESIDENTE DA INTERPOL NA MIRA DA JUSTIÇA POR “CUMPLICE COM ATO DE TORTURA”

O presidente da InterpolAhmed Naser Al-Raisi, general dos Emirados Árabes Unidos, é alvo de uma investigação por parte da justiça francesa, por alegada cumplicidade com atos de tortura.

A decisão da justiça, confirmada pela Agence France Presse junto de fontes próximas do processo, segue-se a queixas de uma organização não-governamental.

A organização internacional de polícia está sediada em Lyon, em França, o que dá a justiça francesa poder para agir neste caso. 

A abertura oficial de um processo contra o número um da Interpol pode significar a demissão de Al-Raisi, que ainda não reagiu.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.