SCHOLZ E MACRON REAFIRMAM APOIO Á UCRÂNIA

O presidente da França, Emmanuel Macron, foi recebido pelo chanceler federal alemão, Olaf Scholz, em Berlim nesta segunda-feira, em sua primeira visita oficial depois de ser reeleito para mais cinco anos à frente do governo francês.

Na conferência de imprensa conjunta, Scholz disse que “ninguém poderia imaginar que a paz na Europa iria ser quebrada pela horrível guerra de agressão da Rússia contra a Ucrânia, que um país vizinho europeu está a ser brutalmente atacado, que milhões estão a fugir, que várias pessoas na Ucrânia estão a sofrer a morte, o sofrimento e a destruição”.

Para Emmanuel Macron, “a união europeia tem de fazer tudo o que for possível para proteger a democracia, para estar ao lado da Ucrânia e, ao mesmo tempo, proteger os europeus de uma expansão da guerra”. Macron disse que é preciso uma coordenação estreita para lidar com estas questões, e agir em conjunto, como aconteceu no início, apoiando a Ucrânia, e como aconteceu nas últimas semanas, “com decisões significativas e a adoção de novas sanções”.

Nas declarações aos jornalistas, Olaf Scholz apoiou a sugestão do presidente francês sobre a criação de um comité político europeu mais vasto, com países para além da União Europeia, que poderia incluir a Ucrânia e o Reino Unido.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.