SECA E INCÊNDIOS ASSOLAM EUROPA

Cerca de 1.000 bombeiros estão a combater o incêndio que devastou 6.000 hectares de floresta de pinheiros desde terça-feira à tarde, obrigando a retirada de milhares de pessoas no sudoeste de França.

Um enorme incêndio que destruiu mais de uma dúzia de casas e forçou a retirada de milhares de pessoas está a atingir o departamento da Gironda no sudoeste de França.

As autoridades acreditam que este incêndio é o resultado de um fogo subterrâneo; um antigo incêndio que ficou a arder em solo turfoso e depois reacendeu.

“É provável que o fogo se tenha espalhado no subsolo e depois tenha recomeçado em áreas que ainda estavam verdes. Nessa altura, o fogo, devido à secura da vegetação e à humidade extremamente baixa, recomeçou muito rapidamente e reinflamou os pinheiros,” afirmou um bombeiro no local.

Cerca de 1.000 bombeiros estão a combater o incêndio que devastou 6.000 hectares de florestade pinheiros desde terça-feira à tarde.

As temperaturas sufocantes que atingem a Europa e a falta de chuva estão a afetar os grandes rios. Na Alemanha, as autoridades estão a avisar que os níveis de água no rio Reno poderão atingir um ponto crítico nos próximos dias.

Em Inglaterra, onde foi emitido um aviso de saúde devido ao calor intenso, a nascente oficial do rio Tamisa secou.

O início mais seco de um ano em décadas deslocou a nascente do emblemático rio inglês vários quilómetros a jusante. Onde antes corria a água, agora há só terra gretada.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.