VOOS DOMÉSTICOS EM CV COM AUMENTO SUPERIOR A 50% EM STEMBRO

Segundo dados da Agência de Aviação Civil, os voos domésticos em Cabo Verde movimentaram mais de 22 mil passageiros em Setembro, um aumento homólogo superior a 50%.

De acordo com informação da agência que regula o sector em Cabo Verde, em Agosto registou-se um movimento global de 44.863 passageiros em voos domésticos, em embarques e desembarques, nos quatro aeroportos internacionais e três aeródromos do país. Como cada passageiro é contado no embarque e no desembarque (aeroportos diferentes), trata-se de um movimento equivalente a 22.430 passageiros em voos domésticos num mês.

Contudo, o mês de Setembro foi condicionado pela avaria das duas aeronaves com que o grupo BestFly opera as ligações domésticas, o que obrigou ao cancelamento de vários voos.

Ainda assim, este movimento compara com os 14.679 passageiros em Setembro de 2021 (+52,8%), período ainda afectado pelas restrições impostas face à covid-19, e com o recorde (desde o início da pandemia) de quase 30.000 em Agosto de 2022, o mês anterior à última actualização feita pela AAC e consultada hoje pela Lusa.

O desempenho em Setembro ainda está longe do mesmo mês de 2019, antes dos efeitos da pandemia, quando as ligações aéreas domésticas movimentaram num mês mais de 32 mil passageiros.

Em Setembro passado foram contabilizados ainda 930 voos domésticos em Cabo Verde, contra os 790 no mesmo mês de 2021.

Os voos domésticos eram operados desde 17 de Maio de 2021 apenas pela angolana BestFly, em regime de concessão emergencial de seis meses atribuída pelo Governo cabo-verdiano. A partir de 24 de Outubro, a BestFly passou a operar apenas com a Transportes Interilhas de Cabo Verde, terminando o regime de concessão emergencial.

Fonte: Inforpress // Ad: Redação Tiver

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *