30% DOS CRIMES SÃO COMETIDOS POR MENORES DE 12 ANOS – ESTUDO

O pastor e teólogo da Igreja Nazarena Licínio Melo alerta para o aumento da criminalidade juvenil ao revelar que 70% dos crimes participados em 2021 terão sido praticados por 204 menores, dos quais 30 suspeitos com menos de 12 anos.

O mentor do projecto “Ami ê di Paz y bó?” revelou que estes menores têm menos de 16 anos e ultrapassam os 200, pelo que considerou ser preocupante para um país cuja projecção prevê um crescimento populacional residente nos 621 mil habitantes, contra os 531 mil reconhecidos pelo INE em 2016.

Idealizado para busca de solução para a prevenção e combate à violência urbana e delinquência juvenil, “Ami ê di Paz y bó?”, no seu estudo dedicado a capital do país, que acolhe 29,4 % da população nacional, constatou-se que deste universo da população urbana 40% nasceram fora do concelho, dos quais 35% provenientes de outros municípios e 5% emigrantes.

A cidade da Praia, refere o estudo, produz uma grande parte da riqueza do país, 43,2% do PIB, mas a pobreza é real, pois cerca de 27% dos habitantes desta urbe são considerados pobres, já que um em cada quatro moradores vive com menos de 271 escudos diários.

Quadro civil da Polícia Nacional, instituição na qual trabalha no Gabinete Estratégico da Acção Policial, Licínio Melo baseou-se nos dados e ocorrências registados na Polícia Nacional, para expôr que em 2021 houve um aumento de criminalidade por ordem dos 33% na Praia, sendo que 2018 a 2020 o número destes incidentes diminuiu.

Licínio Melo mergulha nos dados do INE que apontam que a maioria dos cabo-verdianos, o equivalente aos 53% é alvo de um crime, mas não apresenta queixa, ao passo que dos 70% dos crimes participados em 2021 terão sido praticados por mais de 200 menores de 16 anos.

Do universo de mais de 18.000 participações recebidas, explicitou, a Polícia Nacional esclareceu quase 13 mil, sendo que conseguiu-se identificar os autores dos crimes em 13.869 participações, com o agravante de 1,5% destes serem menores, correspondendo a um total 204 menores, dos quais 30 suspeitos com menos de 12 anos.

Fonte: Inforpress // Ad: Redação Tiver

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *