BANCO MUNDIAL APOIA INVESTIMENTO NO CAPITAL HUMANO EM CV

O Banco Mundial aprovou ontem um crédito da Associação Internacional de Desenvolvimento no montante de 26 milhões de dólares para o Projecto de Capital Humano em Cabo Verde.

O Projecto Capital Humano destina-se a melhorar o acesso a serviços básicos e formação relevante para o mercado de trabalho em Cabo Verde. Para alcançar este objectivo e melhorar os resultados do capital humano, o projecto apoiará o Governo de Cabo Verde em três áreas de resultados: assegurar que todos os jovens em idade escolar adquiram competências relevantes para as necessidades do mercado de trabalho; assegurar que os investimentos em formação profissional conduzam a uma maior empregabilidade; e apoiar mulheres e jovens de famílias pobres e vulneráveis e melhorar o seu acesso a serviços básicos (incluindo intervenções de inclusão produtiva, formação, cuidados infantis, água, saneamento).

No sector da educação, o projecto apoiará uma reforma do currículo do ensino secundário, concentrando-se ao mesmo tempo na formação profissional de professores e na monitorização dos resultados da aprendizagem.

Para o desenvolvimento de competências, o projecto apoiará reformas que focalizem uma maior atenção na empregabilidade de participantes em acções de formação e no aumento do papel do sector privado.

Na área da protecção social, o projecto assenta em esforços recentes para estabelecer um registo social e direccionar serviços para as famílias mais pobres e vulneráveis.

O projecto também apoiará a implementação de um programa de melhoria da habitação, para assegurar que as famílias mais pobres tenham acesso a serviços básicos.

Em termos de resultados esperados, o projecto irá apoiar: mais de 3.500 pessoas em agregados familiares pobres e vulneráveis, dando-lhes melhor acesso a serviços básicos e condições de vida; mais de 40.000 pessoas em agregados familiares pobres e vulneráveis; quase 40.000 jovens em idade escolar, que deverão beneficiar de um currículo de ensino secundário mais orientado para o mercado de trabalho; e 4.550 jovens e mulheres a obterem certificados de cursos de formação profissional relevantes para o mercado de trabalho.

Fonte: Banco Mundial // Redação Tiver

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.