CCS RECLAMA DE MUITA BUROCRACIA EM CV

O presidente da Câmara do Comércio do Sotavento, Marcos Rodrigues, disse hoje na cidade da Praia que a questão burocrática é um dos intervenientes que precisa ser abordado quando se fala na relação público-privado e que acaba por “matar” várias oportunidades.

Marcos Rodrigues fez estas declarações durante o seu discurso, na abertura do Workshop sobre o diálogo Público-privado em Cabo Verde, apontando a tecnologia, como uma grande solução a este problema.

A burocracia faz parte de qualquer estado democrático, diz Olavo Correia, entendendo a necessidade de uma máquina pública compatível com as aspirações do sector privado.

Entretanto, para Olavo Correia, a mudança de atitude e a reforma tecnológica são os principais factores a porem fim a burocracia.

A burocracia em Cabo Verde é conhecida com um grande empecilho de vários sectores. As consequências do diálogo diz Marcos Rodrigues, muitas vezes não são levadas em conta, apontando algumas situações que precisam melhorar.

Marcos Rodrigues finalizou afirmando que se não houver isso, o que pode acontecer é ter 10 reuniões para resolver um problema, quando se poderia ter apenas uma reunião para resolver vários problemas.

Redação Tiver

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.