CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS APRESENTA “O IMPLICADO”

O Centro Cultural Português em Cabo Verde, apresentará  no próximo dia 25 de Abril, pelas 19h,  o filme “Salgueiro Maia – O Implicado”, no âmbito das comemorações do 48º aniversário do dia 25 de Abril de 1974.

No âmbito das comemorações do 48º aniversário do dia 25 de Abril de 1974, o Centro Cultural Português em Cabo Verde, apresentará Salgueiro Maia – O Implicado, um filme com realização de Sérgio Graciano e com Tomás Alves, Filipa Areosa, Frederico Barata, Catarina Wallenstein e José Condessa no elenco, tendo a estreia nos cinemas em Portugal decorrido no passado dia 14 de Abril.

 “Salgueiro Maia – O Implicado”, constitui o primeiro retrato, a projectar no grande ecrã, daquele que é considerado o herói e o símbolo mais puro do 25 de Abril de 1974. Fernando Salgueiro Maia, o anti-herói não ocasional, produto de uma formação académica e militar, foi um homem que soube pensar o futuro, seguir as ideias, contestando-as, vivendo uma vida cheia, alegre e fértil, solidária e sofrida – se não tem morrido prematuramente aos 47 anos, teria agora 75.

Através de uma abordagem moderna, intimista e emocional, Salgueiro Maia – O Implicado retrata as histórias que ainda não foram contadas sobre o Capitão de Abril. As pequenas revelações que permitem perceber melhor de onde vinha a moderação, a valentia, a educação e a firmeza com que sempre se apresentou publicamente, e que foram a chave para que a Revolução dos Cravos tenha sido como foi.

Mais do que um docudrama, Salgueiro Maia – O Implicado é uma história de ficção baseada em factos históricos, relatos pessoais, revelações íntimas, emoções reais de quem acompanhou o capitão ao longo de toda a vida. Um filme que revela o outro lado de uma personagem mítica e que presta homenagem ao homem, ao estudante, ao militar, ao pai, ao amigo e ao ímpar militar de Abril.

Com Tomás Alves, Frederico Barata, Filipa Areosa e Catarina Wallenstein nos papéis principais e guião de João Lacerda Matos, o filme parte da biografia exclusiva e da investigação de António de Sousa Duarte.

Fonte: CCP // Redação Tiver

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.