CHAMA DEVORA MILHARES DE HECTARES NA EUROPA

De Norte a Sul, Portugal perde terreno para as chamas. Só esta semana, de acordo com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, arderam cerca de 10.000 hectares e foram retiradas de suas casas quase 900 pessoas

Nem a madrugada trouxe grande alívio ao trabalho dos mais de 3000 bombeiros no terreno. No início da manhã, lutavam já contra quase 20 fogos ativos em todo o país.

Dados da ANEPC mostram que o distrito de Leiria é o que mais meios e operacionais está a mobilizar.

O alerta vermelho, para risco extremo de incêndios, permanece em vigência nos distritos de Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco e Portalegre. Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Viseu, Coimbra, Santarém e Évora, sob aviso laranja por causa do tempo quente até às 21:00 de hoje

Numa altura em que o país está em situação de contingência devido ao elevado risco de incêndio, os guardas-florestais da Guarda Nacional Republicana realiza m esta sexta-feira uma greve e uma concentração junto ao Ministério da Administração Interna, para reivindicar melhores salários e condições de trabalho.

A onda de calor também não dá tréguas a França. Na região de Gironda, no sudoeste do país, o fogo já chegou às casas. Desde terça-feira, mais de 10 mil pessoas foram deslocadas.

A falta de manutenção das florestas é a razão apontada pelo chefe dos bombeiros nacionais para a propagação massiva das chamas.

Gironda permanece em alerta máximo de incêndios. Mas o aumento das temperaturas e o risco de ocorrência de mais fogos em França colocou já 11 departamentos em todo o território em alerta laranja.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.