COVID-19: CV PRORROGA SITUAÇÃO DE CONTINGÊNCIA POR MAIS 30 DIAS

O Governo prorrogou por mais 30 dias a situação de contingência no país, face à evolução da pandemia de covid-19, conforme resolução do Conselho de Ministros que entrou hoje em vigor.

Na resolução, consultada pela Lusa, é referido que “as razões de fundo que levaram a que fosse decretada a situação de contingência em todo o território nacional ainda se mantêm”, pelo que “entende o Governo dever prorrogar este quadro, por forma a que se garanta a manutenção das medidas de prevenção e contenção que se verifiquem pertinentes na presente conjuntura”.

Cabo Verde regressou no final de dezembro à situação de contingência face ao aumento de casos de covid-19, que nos dias seguintes registaram recordes diários de novos infetados, superior a mil casos por dia.

Todo o país estava até então em situação de alerta – o nível menos grave de três previstos na lei que estabelece as bases da Proteção Civil – desde 28 de outubro, mas o aumento exponencial de novos casos de covid-19, levou o Governo a aumentar um nível, apertando as regras, desde logo com a proibição de festas de passagem de ano na rua ou limitando as festas privadas, além do regresso ao uso obrigatório de máscaras na via pública.

Alguns dias depois, o Governo anunciaria também a suspensão de todas as festas públicas e privadas de Carnaval em Cabo Verde.

Cabo Verde regista uma taxa de incidência acumulada recorde de 1.965 casos de covid-19 a 14 dias por 100 mil habitantes, mas os últimos indicadores apontam para uma “fase descendente”, admitiu na segunda-feira o diretor nacional de Saúde.

Desde o final de dezembro que Cabo Verde estava a registar recordes diários de novos casos de covid-19, até ao pico de 1.469 casos em 07 de janeiro, mas que desde então está em queda, há vários dias abaixo das mil novas infeções diárias.

Além disso, segundo Jorge Noel Barreto, a taxa de transmissibilidade nacional está atualmente em 0,60, dando indícios de “a situação estar a direcionar-se para uma fase descendente”.

 

De acordo com o responsável, no período (14 dias) de 03 a 16 de janeiro, foram analisadas um recorde de 31.346 amostras, que revelaram 11.068 novos casos de covid-19 e uma taxa de positividade de 35,6% e uma taxa de incidência acumulada nacional por 100 mil habitantes – indicador internacional – de 1.965 casos.

Fonte: Lusa/Rivaldo Fernandes

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.