DEPUTADO GUINEENSE AGNELO REGALA SOFREU TENTATIVA DE ASSASSINATO NO SÁBADO À NOITE

O deputado Agnelo Regala foi vítima do que considera ser “uma tentativa de assassinato” com “motivações políticas” na noite de sábado quando um homem encapuzado disparou vários tiros à porta da sua casa. O Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal condenou hoje o atentado contra o deputado guineense.

“Conseguimos escapar de uma tentativa clara de assassinato. Felizmente conseguimos sair, não totalmente ilesos, mas sem grandes problemas”, disse Agnelo Regala em entrevista à RFI.

O deputado acabou por ficar ferido numa perna, com ferimentos ligeiros, apesar de um homem encapuzado ter disparado cerca de oito tiros na sua direcção, quando se encontrava na noite de sábado junto à sua residência.

“Foi à noite por volta das nove e qualquer coisa que uma viatura passou à frente da minha casa, eu estava no passeio com um vizinho. A viatura desceu a rua, deu a curva e no regresso, vinha lentamente, sentimos um disparo de dentro da viatura e um indivíduo encapuzado saiu com uma arma de assalto e começou a disparar. Para além do primeiro tiro, disparou mais seis ou sete tiros e um dos tiros apanhou-me na perna sem grande gravidade”, descreveu o líder do partido União para a Mudança.

Nos últimos meses, Agnelo Regala, tem sido bastante crítico do Governo e do Presidente da Guiné Bissau, tendo questionado há poucos dias a chega ao país de uma força estrangeira enviada pela CEDEAO, que ainda não tem um mandato claro. Assim, o deputado considera que este atentado tem “motivações políticas”.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal condenou o acto de violência contra o deputado guineense Agnelo Regala que no sábado sofreu um ataque junto à sua residência em Bissau, tendo ficado ferido numa perna devido a um tiro.

Fonte: Rfi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.