ESTADO DE SAÚDE DE PELÉ AGRAVOU-SE

O estado de saúde do lendário Pelé agravou-se e espera-se que a estrela do futebol brasileiro permaneça no hospital onde tem vindo a receber tratamentos para um cancro do cólon.

O Hospital Israelita Albert Einstein falou de “progressão da doença cancerígena que requer maiores cuidados relacionados com as disfunções renais e cardíacas”.

A saúde de Pelé piorou nos últimos anos também por outras causas como problemas na coluna, no quadril e nos joelhos, que reduziram sua mobilidade e o obrigaram a ser operado, além de ter sofrido uma crise renal em 2019, que obrigou também a uma intervenção cirúrgica.  

Estes problemas de saúde reduziram drasticamente as suas aparições públicas, embora tenha continuado ativo nas redes sociais.

Desde que foi operado ao cancro, Pelé passou por um ciclo de sessões de quimioterapia que o obrigou a ir várias vezes ao hospital para acompanhar de perto a sua evolução.

Edson Arantes do Nascimento, o seu verdadeiro nome, foi internado a 29 de novembro para uma reavaliação da terapia quimioterápica para o tumor de cólon e tratamento de uma infeção respiratória na sequência da Covid-19.

A família tinha esperança de que passasse o Natal em casa, mas as filhas anunciaram nas redes sociais que “o Natal em casa foi suspenso”.

Pelé é o maior marcador de sempre do seu país com 77 golos em 92 jogos e ajudou o Brasil a ganhar o Campeonatos do Mundo em 1958, 1962 e 1970.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *