FOGO: CRIADORES DA ZONA SUL PEDEM AJUDA DO GOVERNO

Os criadores da zona sul da ilha do Fogo, onde se concentra maior parte do efectivo pecuário, pedem ao Governo que os auxilie no salvamento do gado em decorrência da seca e do mau ano agrícola.

Na ausência de pastos no centro e sul da ilha, cobrindo parte dos municípios de São Filipe e Santa Catarina do Fogo, os criadores queixam-se do aumento “exagerado” do preço do milho e da ração, mas também da sua escassez no mercado, situação que, segundo os criadores, tem-nos deixado com “mãos atadas” e sem solução para os seus animais, que já começaram a sucumbir à fome.

As reivindicações chegam através de criadores e também do presidente da Associação dos Criadores de Gado de Monte Grande e Lacacã, todos da zona sul da ilha, cuja sobrevivência da família depende exclusivamente da actividade pecuária, e lembram que ao longo dos anos nunca apoquentaram as autoridades à busca do emprego público.

Para estes e outros criadores, caso não for encontrada uma solução a curto prazo poderá ser o fim da pecuária, já que os criadores estão a desfazer-se dos seus animais, vendendo a “preço de saldo e com dor na alma”, como explicou um dos criadores, para evitar que os mesmos morram por falta de pastos e de milho/ração.

Lembra igualmente que além das centenas de pessoas que vivem directamente da pecuária, estas garantem, de forma indirecta, outros postos de trabalho assim como o abastecimento do mercado com produtos de primeira necessidade como carne, leite, queijo, ovos, defendendo, por isso, um olhar diferente por parte de Governo neste momento de crise.

Uma das medidas apontadas passa pelo combate ao açambarcamento, lembrando que os comerciantes, devido ao poder de compra, adquiriram todo o milho quando este produto é disponibilizado pela delegação de uma empresa importadora, para armazenar e depois vender a um preço elevado aos criadores.

 

Os criadores queixam-se da ausência de apoio técnico por parte da delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente, sobretudo no momento em que os criadores mais precisam.

Fonte: Inforpress

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.