GOVERNO COM “TOLERÃNCIA ZERO” PARA CASOS DE ASSÉDIO SEXUAL

O secretário de Estado do Desporto disse, esta terça-feira, que “há tolerância zero” do Governo para os casos de assédio sexual e todas as manifestações de violência entre agentes desportivos, esperando que a justiça impere nos casos denunciados.

“Da parte do Governo posso assegurar que há tolerância zero relativamente a todas as formas de violência e manifestações de violência, nomeadamente estas relacionadas com assédio sexual entre agentes desportivos e atletas”, disse João Paulo Correia à agência Lusa.

Aludindo ao caso de várias futebolistas que alinharam no Rio Ave em 2020/21 e que denunciaram, há duas semanas, ações de assédio sexual do então treinador do clube de Vila do Conde, atualmente no comando técnico do Famalicão, da Liga feminina, João Paulo Correia afirmou que “tudo deve ser feito, quer do ponto de vista preventivo, do ponto de vista pedagógico, até à parte sancionatória, salvaguardando e protegendo sempre os denunciantes, para que a justiça também impere nesta vertente”.

O secretário de Estado falava à Lusa à margem de uma mesa de autores do Folio – Festival Literário Internacional de Óbidos, onde participou no debate sobre o tema “Igualdade de Género no Desporto”.

Na conversa em que participou o presidente da Associação de Futebol de Leiria, Manuel Nunes, e a atleta de Alta Competição de canoagem Francisca Laia, o secretário de Estado anunciou a meta do Governo de, até 2030, “ultrapassar a média europeia em termos de representação feminina no desporto”.

Para isso, serão apresentadas em janeiro de 2023 “as propostas de um grupo de trabalho mandatado para apresentar um conjunto de propostas de políticas públicas e também de recomendações às organizações desportivas”, já que esse objetivo “só será alcançado com o compromisso das organizações desportivas e dos seus dirigentes”, disse à Lusa.

Fonte: SIC Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *