JORNALISTA DELIBERADAMENTE ALVEJADA POR SOLDADO ISRAELITA

A jornalista Shireen Abu Akleh foi deliberadamente alvejada e assassinada por um soldado israelita. Foi esta a conclusão do procurador-geral da Autoridade Palestiniana avançada nesta quinta-feira. 

A jornalista do canal Al Jazeera reconhecida no mundo árabe, morreu no dia 11 de maio em frente ao campo de refugiados de Jenin, na Cisjordânia.

“Todos estes atos cometidos pelo exército de ocupação israelita e comprovados por provas irrefutáveis constituem os elementos do assassinato cometido contra a jornalista mártir Shireen Abu Akleh.” – Akram Al Khateeb 

O funeral da jornalista, que tinha 51 anos, ficou marcado por uma acusação da polícia israelita contra o cortejo fúnebre. Israel nega ter alvejado deliberadamente a equipa de jornalistas, que usava capacetes e coletes à prova de bala identificados como “imprensa”. A Al Jazeera anunciou que pretende levar o caso até ao Tribunal Penal Internacional.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.