KIEV PEDE CAÇAS-BOMBARDEIROS AO OCIDENTE

Enquanto Ucrânia espera receber entre 120 e 140 tanques a maioria dos quais serão Leopard, o país começa a pedir caças-bombardeiros F-16 para refrear as forças aéreas russas nos seus céus.

Os elementos do exército ucraniano que irão utilizar os famosos tanques alemães já estão a ser treinados no Centro de Treinos de Świętoszów, na Polónia.

Na primeira vaga de entregas, Kiev espera receber entre 120 e 140 tanques a maioria dos quais serão Leopard.

Mas, uma vez aberto o caminho dos tanques para a Ucrânia, o país começa a pedir caças-bombardeiros F-16 para refrear as forças aéreas russas nos seus céus.

Tal como aconteceu inicialmente com os tanques, o assunto é tabu entre os aliados ocidentais, ainda que alguns países tenham já mostrado abertura para falar sobre isso.

Reunidos em Riga, os ministros dos Negócios Estrangeiros das repúblicas bálticas e da Polónia apoiaram o pedido ucraniano: “Eles precisam de combatentes, mísseis e tanques. Temos de agir”, disse o chefe da diplomacia da Estónia.

Estes países, que se encontram no flanco oriental da NATO, sentem-se especialmente ameaçados pela Rússia e têm sido os principais defensores da prestação de ajuda militar à Ucrânia.

Em Washington, o presidente dos EUA, Joe Biden, respondeu às questões dos jornalistas sobre a questão com um sorridente: “Vamos falar”.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *