KIEV RECONHECE “DIFICULDADES” PARA DEFENDER DONBASS

A guerra na Ucrânia entra no quarto mês, com as forças russas a concentrar a ofensiva na região de Lugansk, no leste do país.

Os ucranianos conseguiram afastar progressivamente os invasores da capital e da segunda cidade do país, Kharkiv, mas Kiev reconhece as “dificuldades” para defender agora o Donbass. O presidente ucraniano afirma, no entanto, que “não há alternativa para além de lutar”.

Volodymyr Zelenskyy, presidente da Ucrânia: “A situação mais difícil é no Donbass. Bakhmut, Popasna e Severodonetsk é onde os invasores estão mais ativos. Criaram um massacre e querem eliminar tudo o que está vivo. Ninguém destruiu o Donbass como os russos estão a fazer agora.”

Zelenskyy multiplica os pedidos de armas ao Ocidente. 

Os Estados Unidos anunciaram que vinte países do “Grupo de Contacto para a Defesa da Ucrânia” se comprometeram com o fornecimento de armamento adicional, enquanto outros se disseram dispostos a treinar o Exército ucraniano.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.