OMS ALERTA PARA EFEITOS DA GUERRA NA SAÚDE MENTAL DE UCRANIANOS

Milhões de ucranianos procuram um porto seguro na Europa, para escapar à guerra. Uma situação que pode ter impacto, de curto e de longo prazo, na saúde mental.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta para os efeitos que se somam a outra crise: a da pandemia de Covid-19.

“Esta é, realmente, uma crise que se sobrepõe a outra. Claro que o que as pessoas estão a atravessar neste momento na Ucrânia é algo completamente diferente. Algumas testemunharam atrocidades. Viram morrer familiares e entes queridos. A própria jornada de abandonar o lar, de deixar para trás os elementos masculinos do agregado familiar, sem saber se e quando é que se voltarão a reunir não é fácil, encontrando-se em campos de refugiados. Tudo isto tem um enorme impacto na saúde mental das pessoas”, sublinhou Natasha Azzopardi-Muscat, da Organização Mundial de Saúde.

A Comissão Europeia destinou nove milhões de euros para tratar da saúde mental destas pessoas. Muitas sofrem de stress pós-traumático.

Enquanto isso em Bruxelas, os eurodeputados pediram mais apoio para a saúde e para o bem-estar de mulheres e de crianças em fuga da guerra na Ucrânia. Tudo isso deverá juntar-se, em teoria, ao acesso à educação, alojamento seguro e empregos.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.