PR QUER MELHOR DISCUSSÃO SOBRE AS DATAS HISTÓRICAS DE CV

O presidente da República, José Maria Neves, defendeu, na Cidade da Praia, que é preciso trazer para a esfera pública a “melhor discussão” sobre as datas históricas de Cabo Verde.

A ideia foi defendida em declarações aos jornalistas antes de uma aula magna subordinada ao tema: “O papel da Assembleia Nacional na afirmação da democracia cabo-verdiana no mundo”, a convite da direcção do liceu Abílio Duarte, no Palmarejo, no âmbito da 11ª Semana da República, que decorre de 13 a 20 do corrente.

Por outro lado, José Maria Neves considerou que o povo cabo-verdiano desde sempre lutou contra a submissão e pela dignidade.

Nessa luta, o chefe do Estado destacou igualmente os “nativistas” como Eugénio Tavares, Loft Vasconcelos, a revolta em 1910 com proclamação da República em Portugal, o movimento Claridoso e a geração de Amílcar Cabral.

Essa geração, explicou José Maria Neves, influenciada por acontecimentos “importantes” em África e no Mundo, sobretudo após a Segunda Guerra Mundial, decidiu lutar para romper definitivamente com o colonialismo e o fascismo.

 

No entanto, o mais alto magistrado da Nação defendeu a necessidade de se “fazer um esforço” para que a história contemporânea possa ser debatida nas escolas e em outros espaços sociais, de modo a se encontrar os consensos e fazer os depuramentos que são necessários para que se conheça o percurso histórico de Cabo Verde.

INFORPRESS: CLEUNICE BAESSA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.