RÚSSIA ADMITE RECUAR EM KIEV E CHERNIHIV MAS NÃO CONVENCE UCRÂNIA

A Rússia anunciou uma redução das operações de combate em Kiev e em Chernihiv, depois de uma ronda de negociações em Istambul, na Turquia. Em troca, a Ucrânia propôs oferecer a neutralidade, o que significa que o país não pode vir a fazer parte de alianças militares como a NATO, nem, por exemplo, instalar bases de exércitos de outros países no território.

O encontro em Istambul foi mediado pelo presidente turco, Recep Tayyip Erdoğan. Houve avanços nas negociações mas também pouca esperança e compromisso dos dois lados.

A Rússia deixou claro que a redução dos ataques não significa um cessar-fogo. A Ucrânia diz que este recuar de tropas da Rússia não passa de uma estratégia militar para reorganizar tropas.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, afirmou, no discurso noturno, que os sinais transmitidos das negociações russo-ucranianas são “positivos”, mas lembrou que a Rússia ainda tem um potencial significativo para continuar a invasão da Ucrânia.

“Podemos dizer que os sinais que estamos a observar das negociações são positivos, mas não silenciam as explosões”, realçou o chefe de Estado da Ucrânia na mensagem de vídeo divulgada na rede social Telegram.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *